22 Fevereiro, 2005

ainda a digerir os resultados eleitorais

Posted in politiquices às 12:54 por catarinia

Com as eleições marcadas de urgência, não fui a tempo de alterar o meu recenseamento para a freguesia da casa nova, pelo que, por incompatibilidade entre o BI e o cartão de eleitor, não pude votar nestas eleições. [Bolas, bolas, bolas!!! Raios partam a burocracia e mais as toneladas de papelada. Porque é que não há-de haver só um cartão que sirva para tudo?]. Apesar de me sentir completamente inútil enquanto cidadã, fiquei toda atenta e na expectativa dos resultados, colada à televisão a noite inteira.

É claro que estou contente. Não esperava uma maioria absoluta do PS, muito menos uma maioria tão absoluta… Mas afinal mudámos de Governo, o PSD e o CDS foram completamente cilindrados (mais os primeiros que os segundos, embora pela reacção dos respectivos líderes até se possa pensar o contrário…) e toda a esquerda cresceu. E isso é bom!

Mas da minha modesta análise dos resultados, o que me parece é que a CDU e o BE cresceram à custa da ala esquerda descontente com este PS, que por sua vez creceu à conta da ala de centro descontente com este PSD. Portanto baralhámos, voltámos a dar, e no fim quer-me cá parecer que vamos ter mais do mesmo. Até o Primeiro Ministro vai continuar a ser um homenzinho arrogante e empertigado e que, com esta maioria toda histórica e tão significativa, vai fazer o que muito bem entender sem querer saber de mais ninguém. O senhor diz que não… Oxalá assim seja, e que eu esteja muito enganada.

Senhor José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa: o senhor que quase pronunciou a palavra “ciência” na sua primeira intervenção depois de eleito, quase me dando uma alegria não fosse ter emendado logo a seguir e ter vindo com a treta dos 1000 jovens colocados não sei onde (1000 jovens??? Mas que disparate vem a ser este? Podia ter dito 10 que a irrelevância era a mesma. Haja paciência e um mínimo de respeito, sim?) o senhor por favor, tenha o obséquio de desempenhar a sua função decentemente. Parece que o país conta com isso.

1 Comentário

  1. Humberto said,

    Catarina, devo dizer que me sinto deveras surpreendido com essa tua, desconhecida para mim, faceta de analista politico. Eu penso mesmo que tu conseguiste, resumidamente, analisar e comentar estas eleições, que outros levaram quase uma noite inteira para chegar à conclusão, a que tu tão brilhantemente chegaste. Pouco ou nada há acrescentar àquilo que tu referiste, a não ser o meu sincero aplauso.


Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: